Ouvidos sofrem com mergulhos?

Dor intensa, perda de audição, coceira. O ouvido pode apresentar esses sintomas de um dia para outro e é muito difícil ignorá-los. A otite externa é uma infecção na região do pavilhão auricular e do conduto auditivo externo, que termina numa membrana chamada tímpano.

Já a otite média costuma ocorrer durante ou logo após gripes, resfriados, infecções na garganta ou respiratórias, quando secreção do nariz vai até o ouvido, por dentro. É frequente também em pessoas que mergulham e acabam deixando água entrar pelo nariz.

Como explica o otorrinolaringologista Hélio Epiphânio, é preciso diferenciar os dois problemas acima e também excluir complicações na articulação temporomandibular. “Se a pele do ouvido não estiver íntegra e a água for contaminada, a pessoa vai sofrer um processo infeccioso, por isso que pedimos que não se use haste de algodão, que tira a defesa da pele e facilita uma otite externa”. Quanto às médias agudas, ele explica que pular na água em pé, provocando a entrada de água pelo nariz, deve ser evitado.

Aquela sensação de “água no ouvido” também é indicativo de que há algo errado: “Não existe motivo para que a água permaneça no ouvido, ele tem abertura pra baixo, facilitando a saída. Para alguma coisa parar lá é possível que haja cerume represando a água”, explica. A solução é fazer a higienização correta do canal externo do ouvido.

Epiphânio evita recomendar protetores auriculares, pois eles podem ter os mesmos efeitos de hastes de algodão, desprotegendo a pele do canal e deixando o ambiente mais propício para proliferação de micro-organismos: “É por isso que as moças que fazem balé aquático ou natação rítmica usam presilhas no nariz, para evitar que a água entre ou crie pressão, empurrando secreção para o ouvido médio”, exemplifica.

O tratamento da otite externa inclui o uso de analgésicos por via oral e de antibióticos ou antifúngicos em gotas como medicação tópica. Já a otite média aguda pode requerer outras intervenções, caso a perda de audição continue mesmo após o tratamento com antibióticos, o que pode ser resultado de secreção retida impedindo o correto funcionamento do tímpano.

 

Fonte: JornalCidade

Deixe um comentário.

© Audiomax Santa Catarina.